Limbo

Hick Duarte

A exposição Limbo, de Hick Duarte, é uma reflexão sobre o estado emocional dos jovens em um período particularmente conflituoso no Brasil. Através de diferentes meios, cria-se um exercício de observação do estado de suspensão da juventude: um lugar de indefinições e inquietações ocupado por uma geração sobrecarregada de informações onde tudo se mistura e perde-se a noção de relevância.

A convite do artista, o Bloco realizou a produção multimídia e programação da peça central da mostra: um filme que é exibido automaticamente a cada trinta minutos em uma grande tela, com áudio espacializado e iluminação sincronizada. Entre as sessões nas horas cheias e meias horas, a montagem é desconstruída em recortes de cenas isoladas, exibidas em quatro telas independentes, que esmaecem quando o filme começa. Todo o sistema funciona de maneira independente, sem necessidade de operação.

CRÉDITOS

Hick Duarte: direção
Maurício Ianês: curadoria
Ana Sano: coordenação geral
Thinkers: produção executiva e patrocínio
Rodrigo Primo: produção da exposição
Marcelo Gerab: sound design
Images e Aya: locação de equipamentos
Bloco: produção multimídia

São Paulo

2019

Foto: Edson Kumasaka Foto: Edson Kumasaka Foto: Junior Viana Foto: Junior Viana Foto: Felipe Gabriel