Fouta Harissa

A origem das Foutas remontam ao início das práticas do hamame (banho a vapor) na Tunísia. Hoje elas são peças culturais usadas para diversos fins em boa parte das casas e também em praias mediterrâneas.

Tradicionalmente feitas à mão por talentosos artesãos, a produção recente de Foutas infelizmente tem sido cada vez mais massificada e com materiais de baixa qualidade. A Fouta Harissa, entretanto, navega na contramão desta tendência ao produzir todas as suas peças artesanalmente, prezando por manter viva a tradição de seu país de origem e entregar uma peça única, duradoura e com um primor inquestionável.

A trilha sonora que produzimos para este filme institucional da Fouta Harissa parte do som percussivo produzido pelos equipamentos de tear do ateliê Nsija, em Mahdia, que possui mais de 30 anos de experiência no feitio de Foutas e faz todas as peças desde o início da marca. Curiosamente, o ritmo executado pelas máquinas de tear formam um compasso de assinatura 3/4 o que, por si só, já dá um passo diferente na levada da música.

Por cima deste ritmo percussivo inicial, compusemos melodias, harmonias, texturas e batidas complementares utilizando sintetizadores digitais porém sem sair de uma sonoridade orgânica, que é um dos principais pilares estéticos que orienta o projeto desde o início. Em termos de atmosfera, buscamos uma composição que remetesse ao puro e ao sonhador, com o frescor de uma novidade sustentada por anos de tradição.

CRÉDITOS

Laura Taylor: direção
Bechir Zayene: filmagem e edição
Marcelo Gerab (Bloco): trilha sonora

2022